Fundação Catarinense de Cultura publica relatório sobre impactos da pandemia em museus catarinenses

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) publicou nesta quarta-feira, 17, o documento “Impacto da Pandemia da Covid-19 nas Instituições Museológicas Catarinenses”. O material foi produzido pela Diretoria de Patrimônio Cultural, por meio da Gerência de Museus e da Coordenação do Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina (SEM/SC). O relatório compila os dados obtidos em uma pesquisa que buscou identificar os possíveis impactos causados pela pandemia nos museus catarinenses.

::  Relatório Impacto da Pandemia da Covid-19 nas Insctituições Museológicas Catarinenses

O levantamento mostrou que 64,6% das instituições aderiram integralmente ou parcialmente à modalidade de trabalho a distância e 96,2% mantiveram os contratos de trabalho de seus funcionários.

Ainda segundo o estudo, cerca de 70 instituições possuem algum canal de comunicação virtual e mantiveram contato com seus públicos durante esse período de quarentena com atualizações em suas redes sociais e websites.

imagem SEm 1

Sobre a pesquisa

Para realizar o estudo foi disponibilizado um formulário online, enviado às 209 instituições museológicas que fazem parte da rede do SEM/SC. A pesquisa, com 20 perguntas, esteve disponível para acesso num período de 34 dias, entre os meses de abril e maio. O setor recebeu 79 formulários preenchidos, com informações de espaços existentes nas sete regiões museológicas do estado: Oeste, Meio-Oeste, Sul, Norte, Serra, Grande Florianópolis e Vale do Itajaí.

Foto: Cristiano Estrela / Arquivo / Secom